Bmg se prepara para a chegada do PIX e aposta no cashback para manter cliente no débito

O CEO da Bmg Granito e o CFO do Banco Bmg conversaram o portal ‘O Globo’ sobre a entrada do PIX no mercado e a correlação com as estratégias de Cashback.
“Há uma oportunidade na migração do dinheiro físico para o mundo digital. Você traz mais clientes para o meio eletrônico e cria a possibilidade de oferecer novos produtos” – Rodrigo Teixeira, CEO do Bmg Granito.
A matéria, publicada no fim de agosto, expõe a realidade por trás do mais novo sistema de pagamento autorizado pelo Banco Central, o PIX. Sobretudo, a novidade trata-se de um método 100% digital em que é possível transferir o dinheiro instantaneamente, uma saída para os conhecidos modelos de TEDs, DOCs e boletos bancários, os quais são, atualmente, uma das maiores fontes de tarifas para os bancos.

Confira a matéria completa no link: https://blogs.oglobo.globo.com/capital/post/bmg-se-prepara-para-chegada-do-pix-e-aposta-no-cashback-para-manter-cliente-no-debito.html

Banco Bmg aposta no PIX para impulsionar suas maquininhas

A Bmg afirma estar colhendo os primeiros frutos de sua aposta no segmento de adquirência, o das maquininhas. Atualmente, mais de 20 mil clientes ativos tem adquirência da Bmg Granito. Em ritmo bastante acelerado, a empresa vem crescendo cerca de 25% a 30% ao mês com canal próprio. “Iniciamos nossa expansão comercial em janeiro de 2020. Sofremos o impacto da pandemia em março, mas retomamos o crescimento ainda em maio e conseguimos resultados muito positivos.

Leia mais em: https://veja.abril.com.br/blog/radar-economico/bmg-aposta-no-pix-para-impulsionar-suas-maquininhas/

Por Machado da Costa, Radar Econômico, Veja
23/09/2020

Na guerra das maquininhas, a Bmg Granito quer fazer barba, cabelo e bigode

No mercado de adquirência, no qual a competição é brutal e cada empresa espreme sua margem para tirar os clientes da concorrência, já ficou famosa a expressão “a guerra das maquininhas”. Nessa batalha, os tempos de crescimento acelerado ficaram para trás e se destacar é cada vez mais difícil.

Mesmo assim, o Banco Bmg tenta ganhar terreno nesse campo minado. Sob a marca Bmg Granito, que movimentou R$ 1,3 bilhão no ano passado, a empresa se prepara para lançar um software de gestão simples para embarcar nas maquininhas e também passou a oferecer contas PJs gratuitas no Bmg.

Matéria completa:
https://neofeed.com.br/blog/home/na-guerra-das-maquininhas-a-bmg-granito-quer-fazer-barba-cabelo-e-bigode/

Por Carlos Sambrana, Neo Feed
15/09/20

Bmg Granito destaca clientes reais em campanha

Rodrigo Teixeira, CEO da marca, afirma que a Bmg Granito se adapta a realidade dos clientes e desenvolve soluções para cada segmento. “Queremos deixar claro que mais do que vender maquininha e soluções de pagamento, nós ajudamos nossos parceiros a vender mais. Sejam cortes de cabelo, cursos de idiomas, consultas, entre outros produtos e/ou serviços. Isso é o que temos de mais valioso: nossos clientes, por isso os chamamos de parceiros”, diz.

Matéria completa:
https://propmark.com.br

Propmark
04/11/2019

Empresas lançam movimento para impedir demissões

Na carta, elas também apontam que, além de manter funcionários, têm responsabilidade com pequenos comerciantes, autônomos e informais.
Presidente da Bmg Granito Rodrigo Teixeira; ressalta que a empresa está usando o caixa para evitar demissões e que mantém o plano de crescimento para este ano, com previsão de contratar mil colaboradores, apesar do momento de retração da economia. “Ao mesmo tempo, estamos usando esse tempo de baixa demanda para qualificar e capacitar o nosso time, para estarmos mais preparados no final da crise.

Matéria completa:
https://economia.estadao.com.br

Douglas Gavras, O Estado de S. Paulo
03/04/2020

Bmg reforça atuação na venda de ‘maquininhas’

Banco colocou um exército de consultores nas ruas para vender “maquininhas” para pequenos varejistas.

O Banco BMG está reforçando a atuação no disputado mercado de credenciamento de cartões com um exército de consultores nas ruas para vender “maquininhas” para pequenos varejistas, usando como suporte as lojas help!

O negócio está sendo feito por meio da Bmg Granito, empresa na qual o banco adquiriu participação em 2018.

Matéria completa:
https://valorinveste.globo.com

Por Flávia Furlan, Valor — São Paulo
21/02/2020