As 5 pequenas despesas que mais comprometem seu caixa.

Imagine a seguinte situação: sua loja vendeu acima do esperado, você recebeu em dia, conseguiu negociar bons preços com os fornecedores, as expectativas para o fechamento do mês são as melhores. Mas, na hora de fechar o caixa, para surpresa geral, há menos dinheiro do que o previsto. O que pode ter acontecido? Quem sumiu com esse dinheiro?

Prepare-se para uma resposta dura: você!

A culpa é dos pequenos gastos que, originalmente, não calculamos, mas que surgem no fim do mês. Na maioria dos casos, são cifras pequenas, que não fazem grande impacto no fechamento mas, no final do ano, quando somadas, assustam.

Despesas como ligações telefônicas, de cunho profissional, mas feitas pelo seu celular pessoal. E não importa se foram poucos segundos, afinal, foram 8, 10 ligações de poucos segundos por dia. No final do mês, essa torna-se uma despesa considerável.

Pegue o custo com material de escritório, por exemplo: a caixa de clipes que acabou, o cartucho da impressora que zerou, o bloco de notas que você começou a usar para tentar controlar esses mesmos gastos.

Mas o maior dos custos não calculados vem deles, os imprevistos. Sabemos que todo negócio tem seus imprevistos mas, por mais difícil que seja antecipá-los, é relativamente fácil controlá-los. O motoboy que você pediu em cima da hora para entregar o pedido urgente daquele cliente preferencial, as cápsulas de café que acabaram sem você perceber, um vidro da vitrine que quebrou naquele dia. Tudo deve ser planilhado e considerado.

Por isso, atenção às pequenas despesas do dia a dia podem significar uma grande economia para o seu negócio. Por mais barato que seja, tudo deve ser calculado, para que você não tenha a desagradável surpresa de contabilizar menos dinheiro do que o esperado no fim do mês.

Bmg Granito. A gente entrega mais porque entende o seu negócio.