Fale bem e fale de mim. 70% das vendas com indicação.

Não é de hoje que uma indicação tem muito mais valor do que a opinião de especialistas, de fabricantes ou até mesmo da mídia. Fazer com que o seu cliente passe a indicar o seu produto ou serviço é um dos segredos das marcas que estão experimentando um crescimento de vendas acima da média.  Isso porque não basta mais oferecer apenas um bom atendimento e um ótimo produto. É preciso vender experiências, proporcionar sentimentos, encantar o cliente.

Foi isso o que a PetiteBox fez para se solidificar como o maior clube de assinaturas para gestantes e bebês do Brasil.

O negócio da Petitebox é 100% digital e sua grande força está no boca a boca. Atualmente, 70% das vendas são resultado de indicação de clientes satisfeitos com a marca. E isso se explica por alguns fatores, como a expectativa criada antes da chegada da caixa surpresa, com produtos que a consumidora só vai conhecer na hora de abrir. Mas, mais do que isso, por conta do comprometimento que a marca tem com suas clientes e colaboradores.

A empresa faz questão de viver 100% da cultura e missão da marca, em levar carinho para a consumidora. Assim, elas sentem-se verdadeiras donas da empresa, desenvolvendo uma relação de lealdade e afeto. Os funcionários, por sua vez, sentem-se mais motivados com o retorno das consumidoras e um círculo virtuoso de comprometimento e engajamento mantem a qualidade da relação.

E então, o que você está fazendo para seu cliente falar bem de você?

BMG Granito. A gente entrega mais porque entende o seu negócio.

Employer Branding. O que é e como usá-lo a seu favor.

Promover maior bem-estar, engajamento e retenção de toda a equipe através de ações entre os próprios colaboradores é o cerne do Employer Branding.

De forma mais simplista, podemos dizer que é uma estratégia para a construção e a manutenção da imagem positiva da empresa, mas não com foco nos clientes, e sim nos colaboradores internos, desenvolvendo iniciativas que elevem o nível de satisfação da equipe.

Não é de hoje que sabemos da importância de um time engajado e motivado, que compartilha das crenças da empresa da qual veste a camisa.  Segundo pesquisas, funcionários engajados aumentam em até 15% a taxa de conversão de uma venda. Ou seja, funcionário feliz faz cliente feliz e cliente feliz compra mais.

Em um ambiente no qual as companhias dependem cada vez mais dos valores intangíveis para se diferenciar da concorrência, ter pessoas que ajudem a difundir suas qualidades pode fazer muita diferença nos resultados.

E para colocar isso em pé, é necessário saber ouvir, compartilhar anseios, aprender com erros e celebrar em conjunto as conquistas.

Mas, por onde começar? O primeiro passo é definir os valores que sustentam o seu negócio, ou seja, entender a sua cultura empresarial. Estabelecer a boa e velha tríade missão, visão e valores e criar diferenciação para o seu negócio.

O próximo passo pode ser o desenvolvimento de um planejamento, documentando as ações que podem ser feitas a curto, médio e longo prazos. Objetivos, recursos disponíveis, cronograma (baseado em dados reais) e os indicadores que serão empregados na mensuração dos resultados. E, nessa fase, é fundamental a participação dos gestores de cada área, já que são eles que obtêm o feedback direto dos colaboradores.

Por fim, entregue experiências relevantes e agregadoras. Ainda que para as empresas as pessoas representem funções diferentes, a verdade é que o seu colaborador deve ser visto como um consumidor potencial da marca. Isso implica que ele deve ser o primeiro a validar as suas iniciativas.

E lembre-se: reputação se constrói a partir da percepção do outro. O Employer Branding depende da forma como a empresa é vista pelos colaboradores e não da maneira como ela se enxerga. 😉

BMG Granito. A gente entrega mais porque entende o seu negócio.