Taxa de câmbio no cartão de crédito: o que mudou?

Muitas empresas compram os seus produtos ou matérias primas de fornecedores internacionais, que tendem a oferecer preços mais atrativos. Em compras assim é preciso estar de olho na taxa de câmbio e no funcionamento do cartão de crédito.   Existem algumas coisas a se pensar antes de realizar essa compra, como por exemplo, verificar a segurança do site, para não ter problemas com o seu cartão. Preste atenção também no prazo de entrega, muitas vezes, o produto pode não chegar com a rapidez que você deseja.   A maior preocupação nas compras no exterior, normalmente é a hora do pagamento. Essas transações são feitas no cartão de crédito, e até pouco tempo atrás eram cobradas na cotação da moeda do dia do vencimento da fatura.   Isso acabava sendo um transtorno e gerando ansiedade, já que as taxas de câmbio oscilam, e por mais que os economistas façam projeções, qualquer acontecimento pode afetar positiva ou negativamente os valores das moedas exteriores.   Ou seja, caso uma compra fosse feita em um determinado dia em um site internacional, com o dólar cotado em R$3,50, o valor poderia ser calculado no dia do fechamento da fatura, e o dólar estar a R$4,00 nesse dia. Uma surpresa desagradável.  

As novas regras no dólar para Cartão de Crédito

  Como o número de compras como essas tem crescido muito no Brasil, o Banco Central aprovou algumas mudanças no processo, para evitar a preocupação e a espera carregada de ansiedade.   A principal e mais influente modificação foi o fato de que os bancos vão passar a cobrar a taxa de câmbio do dia da compra. Isso garante que você pague exatamente o valor que viu do produto que comprou.   Embora a medida só entre em vigor em março de 2020, alguns bancos já têm cartões específicos que utilizam essa forma de cobrança.   Se sua empresa faz muitas compras internacionais, converse com o gerente do seu banco e solicite um cartão que atenda melhor às necessidades do seu negócio.   Lembre-se que para qualquer gasto feito com uma moeda diferente, é cobrado o IOF, o Imposto sobre Operações Financeiras. Entenda melhor sobre ele aqui.   A Granito quer ver a sua empresa sempre crescer, conheça as nossas soluções especializadas para o seu negócio e otimize todo o processo de recebimentos.   Confira também -> Estorno X Chargeback: qual a diferença?]]>